Fazer cotação
Seguro 14/02/2023

Seguro Internacional de Cargas: Entenda tudo a respeito!

Postado por: Alex Heleodoro

img-news

Acompanhe este artigo e descubra tudo que você precisa saber sobre a necessidade do seguro internacional nas importações ou exportações e aproveite para tirar suas dúvidas a respeito.

 

O que é o seguro de cargas internacionais?

O Seguro Internacional de Cargas é o seguro contratado pelo importador ou exportador para proteger a carga, a qual está sendo exportada ou importada dos sinistros que possam ocorrer.

Na importação, o seguro internacional é uma forma de obter uma proteção de que não haverá um prejuízo na compra internacional.

Já na exportação, pode ser uma obrigação junto ao importador ou mesmo um serviço adicional oferecido pelo exportador.

Apesar do seguro internacional de cargas não ser obrigatório, sua importância é fundamental para que o importador ou exportador tenha a tranquilidade e proteção no caso de ocorrer algum sinistro com a carga e isso não venha a prejudicar seriamente seu negócio.

Afinal, sabemos como podem ter muitos detalhes e riscos envolvidos nos processos de comércio exterior e é necessário garantir ao máximo a segurança e proteção nas cargas exportadas ou importadas.

 

Quais os modelos ou tipos de seguro de cargas internacionais?

Os modelos ou tipos de seguro de cargas internacionais dependerão do tipo de carga, volume de embarques, rotas que as cargas serão transportadas e avaliação do risco por parte da seguradora. Os dois tipos de seguros são:

  • Seguro avulso: quando a demanda é única, sozinha, solitária;

A contratação de um seguro avulso é recomendado para somente uma viagem.
Este seguro é indicado para a contratação de mercadorias que não são aceitas na apólice aberta e possuem sua negociação, contratação e cobertura por embarque.

  • Seguro de apólice aberta: quando a demanda é corriqueira, ordinária, frequente;       

A apólice aberta de seguro internacional fornece cobertura para diversos embarques, com prêmio calculado através da estimativa anual das exportações ou importações do estipulante e é ajustável de acordo com os embarques efetivamente realizados, com restituições ou acréscimos de prêmio.

Ao contrário da apólice avulsa, a modalidade aberta é recomendada para quem realiza embarques frequentes. Nesta situação, as mercadorias devem ser relacionadas nas averbações. Ou seja, para cada embarque se faz necessária uma averbação, com todas as características que envolvem o transporte internacional da carga.

Na apólice aberta de seguro internacional, já estão definidos os termos e condições de cobertura, sendo que se o exportador ou importador tiver mudança nas informações de seus embarques que serão averbados, a seguradora deve ser comunicada com antecedência para dar o aceite ou não da pretendida cobertura.

Se a seguradora não aceitar os riscos, as mercadorias não terão cobertura e qualquer sinistro será de inteira responsabilidade do exportador ou importador.

Da mesma maneira, o limite por embarque tem que ser definido na contratação da apólice de seguro internacional. Ao aceitar o limite, o exportador ou importador precisa saber que não poderá averbar embarques de mercadorias que ultrapassem esse termo.

Esclarecemos que a averbação é um procedimento pelo qual o exportador ou importador comunica à seguradora da realização dos embarques, quando a apólice do seguro de transporte de carga prevê esse item.

Aprenda também: MARINHA MERCANTE: Saiba obre a nova lei de alíquotas da marinha mercante!

 

O que são cobertos nestes seguros de cargas internacionais?

Conforme explicamos acima, o seguro internacional garante a segurança nos embarques realizados no comércio exterior. Mas como existem algumas variáveis decorrentes de modais, mercadorias ou mesmo negociações, Incoterms, cada apólice pode contemplar coberturas diferentes. Veja os exemplos:

Neste diapasão, vamos nos deparar com coberturas totais e parciais como seguem listados. Veja:

  • Cobertura básica ampla A: Cobre todos os tipos de danos externos, até mesmo roubo de carga. É a mais completa de todos os tipos.
  • Cobertura básica restrita B: Cobre o dano parcial e também a total mercadoria no caso de causalidade com o meio de transporte (avião, navio ou caminhão). Neste tipo de cobertura é permitido acrescentar a cobertura por roubo.
  • Cobertura básica restrita C: Essa é a cobertura mais restrita que existe para cargas, porque cobre apenas os riscos de acidentes com os veículos que estão transportando. Ou seja, não cobre riscos de outras naturezas, como furto, roubos ou desaparecimento de mercadorias.

 

Quais as coberturas adicionais que podem ser acrescentadas de acordo com as necessidades do exportador ou importador?

Pode haver uma grande variação dos tipos de coberturas, estas coberturas podem ser acrescentadas em suas averbações, desde que informado antecipadamente a seguradora para que a mesma avalie e aceite a solicitação: Veja abaixo algumas :

  1. Coberturas Adicionais que podem ser contratado com o seguro Transporte Internacional:
  2. Cobertura adicional de frete e/ou de seguro;
  3. Cobertura adicional de despesas;
  4. Cobertura adicional de tributos (mercadorias importadas);
  5. Cobertura adicional de tributos (mercadorias exportadas);
  6. Cobertura adicional de lucros esperados;
  7. Cobertura adicional para mercadorias em devolução ou redespachadas;
  8. Cobertura adicional para embarques aéreos sem valor declarado;
  9. Cobertura adicional para embarques em navios com denominação a avisar em viagens nacionais;
  10. Cobertura adicional para classificação de navios em viagens internacionais;
  11. Cobertura adicional de transbordo e desvio de rota;
  12. Cobertura adicional de riscos de greves;
  13. Cobertura adicional de riscos de guerra para embarques aquaviários e aéreos;
  14. Cobertura adicional de prorrogação de prazo de duração dos riscos;
  15. Cobertura adicional de extensão de cobertura e abertura de volumes;
  16. Cobertura adicional de benefícios internos • Cobertura adicional de destruição;
  17. Cobertura adicional para mercadorias transportadas em veículos do segurado;
  18. Cobertura adicional de roubo (só com a cobertura básica restrita B);
  19. Cobertura adicional de extravio (só com a cobertura básica restrita B);
  20. Cobertura adicional para os riscos de quebra (só com a cobertura básica ampla A).

 

Importante:

Há vários outros tipos de coberturas de acordo com a carga a ser transportada;
Há situações em que as seguradoras não aceitam alguma cobertura mencionada acima, sendo assim, sempre deve-se negociar com antecedência a apólice para que haja as coberturas necessárias para seu embarque e se não houver o aceite da cobertura pela seguradora, os procedimentos para a proteção na carga devem ser realizados.

Quais os itens em que o seguro internacional não abrange?

Da mesma forma que é permitido acrescentar coberturas ao seguro, há também situações em que o seguro internacional de cargas não possibilita a cobertura.

Assim, de acordo com a SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), o seguro não abrange em hipótese alguma os seguintes casos:

  1. Má conduta do segurado;
  2. Na falta de mão de obra total ou parcial devido a greve, lock out, paralisação ou acordos trabalhistas;
  3. Seja qual for a lamentação com base na perda, frustração ocorrida na viagem ou aventura;
  4. Guerra, guerra civil, revolução, rebelião, insurreição ou comoção civil resultante das mesmas;
  5. Hostilidade de todas formas.

Seja nestes casos citados acima ou por falta de adimplemento, ou seja, no pagamento de determinada obrigação, a seguradora está isenta de indenização.

Veja mais: MUDANÇAS NA TEC (TARIFA EXTERNA COMUM).

 

Qual o custo do seguro internacional de cargas?

O custo do seguro internacional de cargas se baseia no histórico de embarques
do exportador ou importador, tipo de mercadoria e sua embalagem, modal de transporte utilizado, frequência de embarques, rotas e países para onde a carga é exportada ou importada.

 

Quais as condições e cláusulas que compõe uma proposta de seguro internacional de carga?

Antes de assinar o negócio, é indispensável que leia-se o contrato do seguro internacional de cargas minuciosamente, atentando-se a todas informações que abrangem o mesmo. Em seguida colocaremos quais os itens de maior relevância para avaliar uma apólice. Veja:

  1. Prazo de validade;
  2. Qual o prazo limite da garantia;
  3. Porte do prêmio;
  4. Verbas ou importância segurada;
  5. Qual o valor da franquia da apólice;
  6. Quais os bens não compreendidos na apólice de seguro;
  7. Quais os riscos cobertos pela apólice.

Como ilustração da importância de se fazer os seguros de cargas internacionais, podemos citar sinistros. Como exemplo, dentre vários que já ocorreram, a explosão do navio que levava 1486 contêineres que estava atracado no principal porto de Sri Lanka.

 

Saiba mais:
Transporte de carga perigosa e o acidente na costa do Sri Lanka

Explosão em Beirute: O perigo do armazenamento de carga química sem as devidas precauções

Após todo trabalho e tempo investidos, é de suma importância garantir que sua carga esteja protegida com o seguro internacional de cargas no que caso aconteça alguma eventualidade.

Assim, fica mais que claro que o seguro internacional, é fundamental para qualquer tipo de carga, seja ela perigosa ou não. Ter a averbação do seguro internacional de cargas em mãos é sinônimo de tranquilidade e segurança para sua carga e toda sua operação.

Ficou com alguma dúvida sobre como o seguro internacional de cargas se aplicaria em sua exportação ou importação? Então não hesite em contar com a ajuda da equipe da Marco Polo Multimodal através deste link.

Você também pode solicitar a cotação do seguro internacional de cargas neste link, nossa equipe logo lhe estará respondendo com nossa proposta.

Se preferir, entre em contato conosco pelo endereço de e-mail comercial@marcopolomultimodal.com.br ou nos chame no WhatsApp no número (48) 9 9983-0474.

Ficaremos muito contentes em te ajudar! ?